By continuing to browse this site, you agree to our use of cookies. Read our privacy policy

Consultoria de apoio a assessoria de imprensa do Ministério dos Povos Indígenas (MPI)

Brazil

  • Organization: UNWOMEN - United Nations Entity for Gender Equality and the Empowerment of Women
  • Location: Brazil
  • Grade: Consultancy - National Consultant - Locally recruited Contractors Agreement
  • Occupational Groups:
    • Poverty Reduction
  • Closing Date: 2024-06-18

Background

Antecedentes/Contexto

A ONU Mulheres, fundamentada na visão de igualdade consagrada na Carta das Nações Unidas, trabalha pela eliminação da discriminação contra mulheres e meninas; pelo empoderamento das mulheres; e pela conquista da igualdade entre mulheres e homens como parceiros e beneficiários do desenvolvimento, dos direitos humanos, da ação humanitária e da paz e segurança.

No Brasil, a ONU Mulheres trabalha com foco em três prioridades estratégicas:
• As mulheres lideram, participam e beneficiam igualmente dos sistemas de governação
• As mulheres têm segurança de rendimento, trabalho digno e autonomia econômica
• Todas as mulheres e meninas vivem uma vida livre de todas as formas de violência

O Estado brasileiro ratificou importantes tratados de direitos humanos, como a Convenção sobre a Eliminação de Todas as normas de Discriminação contra as Mulheres (CEDAW), a Convenção de Belém do Pará e a Convenção sobre a Eliminação da Discriminação Racial (CERD). O Brasil também é signatário de importantes instrumentos normativos de direitos humanos e desenvolvimento, como a Declaração e Plataforma de Ação de Pequim, a Declaração e Programa de Ação de Durban e está comprometido com a Declaração sobre os Direitos dos Povos Indígenas. Em setembro de 2015, o Brasil juntou-se à comunidade internacional na adoção da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, comprometendo-se com a implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), incluindo o ODS 5 “Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas”.

No Brasil, a ONU Mulheres tem atuado em parceria com as mulheres indígenas para apoiar suas reivindicações de direitos e participação na vida pública, incluindo em decisões sobre políticas públicas. Desde a criação do Ministério dos Povos Indígenas, em 2023, a ONU Mulheres dialoga com aquele órgão para contribuir com a promoção dos direitos dos povos indígenas, inclusive mulheres indígenas. O Ministério tem como objetivo atuar na implementação da política indígena e indigenista, a partir do reconhecimento, garantia e promoção dos direitos dos povos indígenas; reconhecimento, demarcação, defesa, usufruto exclusivo e gestão das terras e dos territórios indígenas; bem viver dos povos indígenas; proteção dos povos indígenas isolados e de recente contato; e acordos e tratados internacionais, em especial a Convenção nº 169 da Organização Internacional do Trabalho, quando relacionados aos povos indígenas.

Esta consultoria irá apoiar a comunicação do Ministério dos Povos Indígenas, com foco em assessoria de imprensa para posicionar os objetivos do Ministério, preservar sua imagem institucional, promover a transparência das ações e disseminar informações de interesse público.
O(A) consultor(a) reportará à Gerente de Projetos de Governança e Participação na Vida Pública da ONU Mulheres, que será o ponto de contato para questões contratuais e de pagamento. Além disso, receberá orientações e desenvolverá as atividades previstas sob orientação técnica da Assessoria de Comunicação (ASCOM) do Ministério dos Povos Indígenas.

A pessoa contratada deverá apresentar, a cada dois meses, relatórios de atividades e resultados alcançados (até 4 páginas), informando sobre as ações desenvolvidas, e eventuais desafios e oportunidades.

Duties and Responsibilities

Descrição das Responsabilidades/Escopo de Trabalho

O principal objetivo desta consultoria é apoiar a assessoria de imprensa do Ministério dos Povos Indígenas, por meio das tarefas abaixo:

Planejamento estratégico
• Apoiar na definição dos objetivos de comunicação da assessoria de imprensa, alinhados com os objetivos estratégicos do Ministério
• Apoiar na definição da estratégia de relacionamento com a imprensa, mapeando os principais veículos de comunicação e identificando os contatos relevantes

Monitoramento de imprensa
• Acompanhar a cobertura da imprensa sobre o órgão público, buscando identificar notícias positivas, negativas e neutras.
• Analisar a cobertura da imprensa para identificar oportunidades de melhorar a comunicação do órgão público.
• Elaborar relatórios periódicos sobre a cobertura da imprensa, para subsidiar a tomada de decisões da gestão do órgão público.

Produção de conteúdo
• Redigir press releases, notas oficiais, artigos de opinião e outros materiais de comunicação para divulgação à imprensa.
• Elaborar materiais de divulgação para campanhas de comunicação específicas.

Contato com a imprensa
• Estabelecer e manter relações com jornalistas, editoras/es e outros profissionais da imprensa.
• Agendar entrevistas com representantes do órgão público para veículos de comunicação.
• Fornecer informações precisas e atualizadas à imprensa sobre as ações do órgão público.
• Responder às solicitações de informações da imprensa de forma ágil e eficiente.

Subsidiar colaboração com a Consultoria Jurídica do Ministério
• Revisar textos e elaborar respostas junto à Consultoria Jurídica do Ministério, considerando aspectos de comunicação e jurídicos, a fim de preservar a imagem institucional do Ministério dos Povos Indígenas.

Local de Trabalho do Consultor e Viagens Oficiais
Esta é uma consultoria realizada em casa. A pessoa contratada deverá dispor dos equipamentos necessários para a realização das atividades previstas, incluindo computador e software.
Como parte desta atribuição, poderá haver viagens previamente combinadas e de comum acordo. As viagens serão custeadas e os arranjos de viagem organizados pelo Ministério dos Povos Indígenas.

Competencies

Competências

Valores fundamentais:
• Respeito à Diversidade
• Integridade
• Profissionalismo

Principais Competências:
• Conscientização e Sensibilidade em Relação às Questões de Gênero
• Responsabilidade
• Solução criativa de problemas
• Comunicação Eficaz
• Colaboração inclusiva

• Engajamento de Stakeholders
• Liderar pelo exemplo

Por favor, visite este link para obter mais informações sobre os Valores e Competências Fundamentais da ONU Mulheres:
https://www.unwomen.org/en/about-us/employment/application-process#_Values

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS:
• Experiência ou conhecimento na incorporação da perspectiva de gênero e interseccionalidade
• Excelente habilidade de escrita
• Agilidade e atenção a detalhes

Required Skills and Experience

Qualificações Exigidas

Educação e Certificação:
1. Bacharelado em (requisito mínimo) Ciências da Comunicação, Direito ou áreas correlatas
2. Pós-graduação em Ciências da Comunicação ou áreas correlatas (desejável).

Experiência:
• Pelo menos 2 anos de experiência com assessoria de imprensa
• Conhecimentos de Direito e assessoramento junto a consultorias jurídicas
• Experiência de trabalho com assessoria de comunicação ou jurídica de órgãos governamentais (desejável)
• Experiência de trabalho em igualdade de Gênero, Raça e Etnia e Empoderamento de Mulheres e Meninas (desejável)

Idiomas:
• Fluência oral e escrita no português
• Conhecimento avançado em inglês pode ser considerado uma vantagem

Como se inscrever

• Personal History Form (P11), que pode ser baixado em: (https://www.onumulheres.org.br/wp-content/uploads/2022/07/formulario_p11.docx). As inscrições que não apresentarem o P11 preenchido e assinado serão consideradas incompletas e não serão consideradas para o processo de avaliação.
• Uma carta de apresentação (comprimento máximo: 1 página)
• As (Os) candidatas(os) interessadas(os) devem se candidatar até às 23h59 (horário de Nova York) do dia 18/06/2024, exclusivamente através da Plataforma de Empregos do PNUD (https://jobs.undp.org/cj_view_jobs.cfm)
• Portfólio de materiais de comunicação e assessoramento jurídico (até 4 páginas)

Nota

Em julho de 2010, a Assembleia Geral das Nações Unidas criou a ONU Mulheres, a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres. A criação da ONU Mulheres surgiu como parte da agenda de reformas da ONU, reunindo recursos e mandatos para maior impacto. Ele funde e se baseia no importante trabalho de quatro partes anteriormente distintas do sistema da ONU (DAW, OSAGI, INSTRAW e UNIFEM), que se concentravam exclusivamente na igualdade de gênero e no empoderamento das mulheres.

Diversidade e Inclusão

Na ONU Mulheres estamos comprometidos em criar um ambiente diversos e inclusivo de respeito mútuo. A ONU Mulheres recruta, emprega, treina e promove, independentemente de raça, religião, cor, sexo, identidade de gênero, orientação sexual., idade, habilidade, nacionalidade ou qualquer outra base coberta pela lei apropriada. Todo emprego é decidido com base nas qualificações, competência, integridade e necessidade organizacional.

Se você precisar de alguma acomodação razoável para apoiar sua participação no processo de recrutamento e seleção, inclua essas informações em sua inscrição.

A ONU Mulheres tem uma política de tolerância zero em condutas incompatíveis com as metas e objetivos das Nações Unidas e da ONU Mulheres, incluindo exploração e abuso sexual, assédio sexual, abuso de autoridade e discriminação. Espera-se que todas(os) candidatas(os) selecionadas(os) cumpram as políticas e procedimentos da ONU Mulheres e os padrões de conduta esperados do pessoal da ONU Mulheres e, portanto, passarão por rigorosas verificações de referência e antecedentes. (As verificações de antecedentes incluirão a verificação de credenciais acadêmicas e histórico de emprego. As (Os) candidatas(os) selecionadas(os) podem ser obrigadas(os) a fornecer informações adicionais para realizar uma verificação de antecedentes).

We do our best to provide you the most accurate info, but closing dates may be wrong on our site. Please check on the recruiting organization's page for the exact info. Candidates are responsible for complying with deadlines and are encouraged to submit applications well ahead.
Before applying, please make sure that you have read the requirements for the position and that you qualify.
Applications from non-qualifying applicants will most likely be discarded by the recruiting manager.